Softex já analisou mais de R$ 3,1 bilhões em recursos do Prosoft para as empresas brasileiras de software e serviços de TI

Recentemente, a Accesstage contou com o apoio da Softex para a obtenção de um aporte de R$ 9,5 milhões do BNDES-Prosoft

A área de investimentos da Softex, que engloba entre suas ações a assessoria ao programa para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação (BNDES- Prosoft), voltado ao financiamento de empresas desse setor e operações de capital de risco, já analisou mais de R$ 3,1 bilhões em investimentos do programa desde o seu lançamento, em dezembro de 1997. O trabalho de consultoria conduzido pela entidade beneficiou um total de 126 empresas apenas com os recursos oferecidos por essa fonte de financiamento.

De janeiro a setembro deste ano, a Softex recebeu 170 consultas de companhias interessadas em informações sobre obtenção de recursos junto ao Prosoft. Em 2014, R$ 451,9 milhões em recursos foram contratados pelo BNDES com o apoio da Softex e a entidade registrou um total de 230 atendimentos. No momento, 08 empresas estão recebendo assessoria da entidade para a elaboração de seus planos de negócios, que em breve serão encaminhados para análise do BNDES.

“O volume de investimentos aportados pelo Prosoft é extremamente significativo e o programa é uma importante ferramenta de financiamento e com impacto concreto no fortalecimento da indústria brasileira de software e serviços de TI”, analisa Ruben Delgado, presidente da Softex, lembrando o papel fundamental desempenhado pela entidade na assessoria e estruturação do plano de negócios que viabilizou a Accesstage, especialista em soluções para intercâmbio de dados financeiros, a obter no final de setembro um aporte de R$ 9,5 milhões do BNDES-Prosoft.

Para ampliar sua fatia de mercado, a Accesstage identificou oportunidades para o desenvolvimento de novos produtos tecnológicos, a exemplo de solução de crédito consignado disponibilizado na forma de e-commerce, lançada este ano, assim como uma plataforma de empréstimos voltada para servidores, aposentados ou pensionistas do INSS.

 “O BNDES recomendou a Softex já no início do nosso contato para que pudéssemos fazer o Celso_Sato_0615levantamento de todas as informações necessárias e justificar o nosso projeto. A participação da entidade foi fundamental neste momento, pois a associação nos mostrou diversos simuladores e planilhas de planos de negócios para exemplificar quais dados eram necessários para evoluir com o procedimento junto ao banco. Além de todo material disponibilizado, eles ainda nos apoiaram de forma consultiva. Sem esse auxílio certamente seria mais difícil evoluir com o projeto”, destaca Celso Sato, presidente da Accesstage.